Vida sem filtro

A gente se encanta quando não precisa de filtro, né? Tô falando da foto e da vida. É muito especial quando não há necessidade de filtrar palavras sinceras, sentimentos honestos e vontades intensas. Eu, pelo menos, sinto muito a pressão do cotidiano. A chata da sociedade nos exige cuidado em tempo integral. O que falar. O que fazer. O que vestir. Do que rir. Do que gostar… Já acostumei, mas quando encontro o contraste – situações em que posso pisar firme o chão, sem jogos de interesse e sem medo do julgamento -, me sinto leve e viva de verdade. Esses filtros são importantes, eu sei. Nos ajudam a ser mais gentis e cordiais uns com os outros e fazem com que nos matemos menos. Mas as raras oportunidades que temos de chutar as peneiras do pudor, da vergonha ou do pavor do que o outro vai pensar são especiais e viciantes. Então fica ligado e, quando encontrar um lugar em que você possa ser você, fique. Talvez não dê pra ficar pra sempre, mas fique por mais um dia. Isso não tem preço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *